30/11/2020

Snacks e guloseimas saudáveis para cães

Início/Artigos/Dicas da Olívia/Snacks e guloseimas saudáveis para cães

Escusado será dizer que todos os cães gostam de um miminho entre as refeições de vez em quando (se for um labrador, gosta em qualquer altura!). Seja uma recompensa pelo bom comportamento, uma forma de acalmar o cão numa situação de stress, ou para limpeza dos dentes, os petiscos fazem parte do dia-a-dia de um cão.

Havendo já uma certa consciência da qualidade em relação à alimentação normal, muitas vezes os donos de cães não prestam atenção suficiente à qualidade dos snacks e petiscos entre as refeições.

Neste artigo, vamos tentar resumir o que deve procurar quando compra guloseimas para o seu cão, e como pode reconhecer snacks adequados.

Muitos snacks contêm ingredientes de baixa qualidade

No caso dos snacks para cães, as questões são as mesmas que com os alimentos normais. Na maioria dos casos, os cereais são o ingrediente mais proeminente nos produtos de supermercados ou grandes lojas de retalho.

É verdade que os cães podem obter valor a partir dos ingredientes que contêm, e do seu alto teor de hidratos de carbono.

No entanto, se a proporção destes ingredientes for demasiado elevada, problemas digestivos como a diarreia são a regra, em vez da excepção. Além disso, o trigo é uma causa particularmente frequente de intolerâncias alimentares e alergias em cães.

Por outro lado, os snacks baratos para cães geralmente não contêm carne, apenas sub-produtos animais: resíduos provenientes da produção de carne, que não são adequados para consumo humano. Estão longe de serem apetitosos e ainda menos saudáveis!

Cuidado com os petiscos tóxicos

Embora os membros da família de quatro patas sejam muito importantes, isso não significa que possam comer o mesmo que os restantes membros de duas pernas.

Na pior das hipóteses, o snack errado pode fazer os cães gravemente doentes ou até mesmo ameaçar as suas vidas.

Entre outros, deve evitar os seguintes alimentos:

Passas e uvas

Embora sejam inofensivos para nós humanos, as uvas são altamente tóxicas para os cães. Podem causar diarreia, vómitos e convulsões, e até ameaçar a vida do animal. O mesmo se aplica às passas, que contêm as substâncias tóxicas para os cães em concentrações ainda mais elevadas.

Cacau e chocolate

Os cães não possuem a enzima necessária para metabolizar a teobromina que está contida no cacau e no chocolate. Ingeri-los pode causar diarreia e vómitos, e em alguns casos pode até ser fatal.

Alho e cebola

A ingestão de alho e cebola pode danificar os glóbulos vermelhos dos cães devido à presença de compostos de enxofre, podendo causar anemia. Mais uma vez, é necessário ter cuidado.

Considere os petiscos ao calcular a alimentação diária

Uma quantidade inadequada de comida leva inevitavelmente a que os cães fiquem com excesso de peso, tal como os humanos, e tem as mesmas consequências desagradáveis para os nossos amigos de quatro patas como para nós. Por isso, é importante que mantenha sempre um equilíbrio entre a quantidade de alimentos e as necessidades calóricas, pois esta é a única forma de o seu animal de estimação manter o peso e ser saudável.

Em relação aos petiscos, isto significa que também devem ser tomados em consideração no cálculo das rações diárias do seu cão. Se o seu patudo recebe regularmente guloseimas como biscoitos para cães, deve deduzir as calorias que contêm das refeições normais.

Assine a nossa newsletter

Não perca os nossos artigos, promoções e novidades

    Artigos Relacionados